18 de out de 2010

Maria Quitéria

Oii pessoal esse post vai ser sobre Maria Quitéria, e eu estou fazendo esse post porque vai valer nota pra mim okaoskaoksoas e também vocês vão ficar sabendo um pouco mais sobre quem foi essa incrivel mulhér ;D
Ninguém sabe ao certo quando ela nasceu, pelas pesquisas foi em torno de 1792. Ela perdeu a mãe muito cedo e seu pai casou-se de novo, mas sua sgunda esposa faleu pouco tempo depois, e seu pai casou-se pela terceira vez mas a sua madastra nunca concordou com os modos independentes de Maria Quitéria. As mulheres naquéla época não tinham direitos civis, não podiam escolher seus próprios maridos (OMG), e pra se casar elas tinham que ter um bom dote para o seu marido, e elas não sentiam prazer com o seu companheiro (que vida não?? ainda bem que hoje em dia não é mais assim (Y) ), e seus maridos podiam terminar o casamento se a mulher não fosse virgem, era praticamente uma coisa absurda porque os homens podiam se casar varias vezes e a mulher ja era rejeitada por não ser virgem, a mulhers não tinham direito algum meeeessssmooo.
Em 1822 o Exército brasileiro realizou campanhas para o alistamento de soldados para lutar pela consolidação da independência, frente à resistência dos portugueses na Bahia. Maria Quitéria pediu ao seu pai para se alistar, mas não obteve permissão. Fugiu, então, para casa de sua irmã Tereza e de seu cunhado, José Cordeiro de Medeiros e vestida com roupas de homem e com os cabelos cortados, alistou-se como soldado Medeiros.Passou a integrar o Batalhão dos Voluntários do Príncipe, também chamado de Batalhão dos Periquitos, por causa da gola e dos punhos verdes do uniforme. Duas semanas depois Quitéria foi descoberta por seu pai, mas impedida de deixar o exército pelo major Silva e Castro, que lhe reconheceu grandes qualidades militares.
Maria Quitéria participou de varias batalhas. Em 29 de outubro de 1822 ela lutou na defesa da Ilha de Maré, e depois dirigiu-se a Itapoã. Em fevereiro de 1823, participou com ímpeto inúmeros combates, atacando inimigos entrincheirados na Pituba, capturando-os e levando-os preso para o acampamento da sua tropa. Maria Quitéria lutou também pela defesa da foz do Paraguaçu comandando um grupo de mulheres guerreiras. Com água na altura dos seios, avançou contra uma nau portuguesa, impedido o desembarque de reforços às tropas inimigas, além de muitas outras batalhas...
Devido ao ano do centenário de sua morte, o então Ministro da Guerra determinou que em todos os estabelecimentos, repartições e unidades do Exército fosse inaugurado, em 21 de agosto de 1953, o retrato da insigne patriota. Já em 28 de junho de 1996, Maria Quitéria de Jesus, por decreto do Presidente da República, passou a ser reconhecida como Patrona do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro e por isso ela só foi ser lembrada após meio século depois de sua morte.
E é isso, essa é um resumo da história de Maria Quitéria de Jesus Medeiro. Esperam que tenham gostado (:

157bgs
@nandaraa

Nenhum comentário:

Postar um comentário